Vestiário

O melhor site de cultura pop e lifestyle gay do Brasil.

Cinquenta Tons de Cinza pode perder sua diretora nas duas sequências do longa

Rumores indicam que Sam Taylor-Johnson estaria tendo diferenças criativas com a autora dos livros, E.L. James.

Yhury Nukui
Cinquenta Tons de Cinza pode perder sua diretora nas duas sequências do longa
ReproduçãoA diretora do longa, Sam Taylor-Johnson, e a autora dos livros, E.L. James, separadas pelos protagonistas Jamie Jordan e Dakota Johnson.

Nem só de novidades positivas vive o mundo de “Cinquenta Tons de Cinza”.

O tão aguardado filme, que bateu todos os recordes no fim de semana do Valentine’s Day nos Estados Unidos, arrecadou mais de 80 milhões de dólares em apenas três dias. Este valor é exatamente o dobro do que foi gasto com toda a produção do longa, que agora é dono da segunda maior bilheteria da história do mês de fevereiro, perdendo apenas para “Paixão de Cristo”.

Enquanto as cifras só aumentam, com a tendência de crescerem ainda mais nas próximas semanas, o estúdio já se antecipou e confirmou as sequências, “Cinquenta Tons Mais Escuros” e “Cinquenta Tons de Liberdade”, para os próximos anos. Mas, uma grande mudança pode envolver toda a produção: Sam Taylor-Johnson, que assina a direção deste primeiro longa, não deve retornar para as continuações da trilogia.

Tudo que se sabe é que ela e a autora dos livros E.L. James tiveram grandes atritos durante as filmagens pelas diferenças criativas que tinham quanto à obra. Embora nada tenha sido confirmado, as chances de não termos Taylor-Johnson a frente da produção são bem grandes.

Aguardemos as cenas dos próximos capítulos!

Comentários
Leia Também
Newsletter

Assine e receba por email as nossas principais atualizações, além de conteúdo exclusivo!