Vestiário

O melhor site de cultura pop e lifestyle gay do Brasil.

A música brasileira que foi destaque dentro e fora do país

A música brasileira que foi destaque dentro e fora do país

2014 foi um ano intenso, em todos os sentidos, para o Brasil. Do 7×1 na Copa do Mundo às manifestações políticas e por que não, na música?

Artur de Francischi

O ano de 2014 ficará marcado na história do país. Não apenas pela vergonhosa derrota de 7 a 1 sofrida pela Seleção Brasileira contra a Alemanha, na Copa do Mundo, tampouco pelas diversas manifestações políticas, algumas um tanto quanto vergonhosas, mas por ter sido um ano particularmente intenso, em todos os sentidos. Inclusive na música.

Em 2014, o sertanejo foi coadjuvante e pudemos ter, finalmente, um respiro de algo diferente. Nossos artistas começaram a ganhar os holofotes não só aqui, como ao redor do mundo. Claudia Leitte que o diga.

Este vídeo está no YouTube e pode deixar de ser exibido a qualquer momento

A cantora e técnica do programa “The Voice Brasil”, da Rede Globo, não tem muito que reclamar. Ao lado do rapper Pitbull e de Jennifer Lopez, foi responsável pela música oficial da competição organizada pela FIFA. Embora não seja o melhor dos hinos do mundial, “We Are One” foi destaque no Billboard Music Awards, realizado em maio deste ano em Las Vegas. A cantora, que também ganhou um contrato com a Roc Nation, de JAY Z, apresentou a canção por lá, e como não podia deixar de ser, também a entoou durante o show de abertura do evento para todo o planeta.

Engana-se quem acredita que só Leitte ganhou certo destaque internacionalmente. O grande Caetano Veloso garantiu mais um Grammy Latino para a carreira, dessa vez com o prêmio de Melhor Música Brasileira por “A Bossa Nova É Foda”, enquanto Ney Matogrosso foi homenageado com um prêmio pelo conjunto de sua obra. Anitta, fenômeno com seu “Show das Poderosas”, não só foi indicada à maior premiação da música latina como se apresentou no evento com “Zen”, um dos sucessos de seu disco debute.

Músicas para você ouvir antes do ano acabar
Alguns lançamentos de 2014 que não deveriam, mas acabaram passando meio despercebidos pelo grande público.
Criolo
Duas de cinco
Este vídeo está no YouTube e pode deixar de ser exibido a qualquer momento

Lançada como single em março passado, a música faz parte do álbum com o mesmo nome. Como de costume, Criolo critica a diferença entre classes e a vida na periferia. O clipe foi lançado acompanhado de “Cóccix-ência” em forma de curta-metragem. Juntas elas mostram um futuro que mesmo com o avanço da tecnologia, ainda não resolveu as diferenças sociais.

Silva
É Preciso Dizer
Este vídeo está no YouTube e pode deixar de ser exibido a qualquer momento

Ainda experimentando novas texturas Silva traz sua canção de amor em uma atmosfera que só ele consegue criar. É um compositor e instrumentista que se diferencia bem do que costumamos ver no Brasil, mas que agrada como qualquer produção de qualidade gringa.

Pearls Negras
Pensando Em Você
Este vídeo está no YouTube e pode deixar de ser exibido a qualquer momento

O trio carioca ganhou destaque com “Pensando em Você”, material que lançaram sua primeira mixtape dentro do selo internacional Bolabo Records. A música mistura o rap com um pouco de dubstep e trap music, lembrando um pouco as produções do Diplo. O refrão pegajoso fez tanto sucesso que as meninas foram até garotas propaganda de uma loja de departamento.

Thiago Pethit
Romeo
Este vídeo está no YouTube e pode deixar de ser exibido a qualquer momento

“Romeo” se junta a mais um dos bons lançamentos que Thiago Pethit vem fazendo. Falando de amor de um jeito todo particular e com um arranjo e melodia suave, a gravação tem um pouco de velho oeste e o refrão bem fácil de guardar.

Tiê
A noite
Este vídeo está no YouTube e pode deixar de ser exibido a qualquer momento

Com sua voz doce e delicada, Tiê consegue criar músicas deliciosas. “A noite” não é diferente e tem os vocais da cantora acompanhado pelo piano, combinação perfeita junto com a letra que qualquer um pode se identificar.

A baiana Ivete Sangalo também saiu consagrada da grande noite com o gramofone de Melhor Álbum Pop Contemporâneo, pelo material “Multishow Ao Vivo – Ivete Sangalo 20 anos”. A grandiosa produção, gravada em dezembro passado, foi feita especialmente para comemorar as duas décadas de carreira da cantora, que é, sem dúvidas, um dos grandes nomes de nossa música.

E já que falamos de algumas mulheres poderosas, 2014 foi, definitivamente, o ano delas. Valesca Popozuda conquistou o Brasil com o hit “Beijinho no Ombro” e tornou-se um dos ícones feministas do país, ao manifestar-se contra a violência sexual às mulheres e a favor da liberdade sexual. A funkeira é, hoje, um símbolo do empoderamento feminino e chegou a ser reverenciada, numa prova no Distrito Federal, como “grande pensadora contemporânea”. Pouco poder, não?

Este vídeo está no YouTube e pode deixar de ser exibido a qualquer momento

Do outro lado da esfera musical, está a roqueira Pitty, outra feminista disposta a empoderar as mulheres. Prova disso está no seu novo disco, lançado este ano, o “Setevidas”. Em entrevista ao IG, ela disse que no novo álbum há “algumas faixas em que o eu-lírico é uma mulher que exerce a sua sexualidade, que fala sobre isso abertamente e de igual pra igual.”

O eletro funk tomou o cenário da música, tendo como expoente a carismática Ludmilla, conhecida popularmente como Mc Beyoncé, que já emplacou os hits “Sem Querer” e “Hoje”. Esta segunda, inclusive, dá nome ao seu disco debute. Além dela, MC Guimê e seu funk ostentação, também deixaram sua marca com muito champagne. Mas os dois não foram os únicos velhos conhecidos que voltaram em 2014. Mallu Magalhães, Marcelo Camelo e o músico português Fred Ferreira se uniram para montar a Banda do Mar, que vem chamando atenção pela mistura do indie e a MPB.

Este vídeo está no YouTube e pode deixar de ser exibido a qualquer momento

Criolo, Racionais e Tiê também tiveram seus momentos nesse movimentado ano de 2014, de grande representatividade feminina, como aconteceu também na música internacional, e colocou nossos artistas para brilharem no Brasil e no mundo.

O ano está acabando pintado de verde e amarelo!

Comentários
Edição #20
Newsletter

Assine e receba por email as nossas principais atualizações, além de conteúdo exclusivo!