Vestiário

O melhor site de cultura pop e lifestyle gay do Brasil.

Qual o problema com as fotos nuas?

Qual o problema com as fotos nuas?

Nudes não são desastres, mas diferente de Jennifer Lawrence ou de qualquer outra personalidade da mídia, pessoas comuns não tem assessores de imagem que possam abafar a situação.

Yhury Nukui
Vic Matos

exo sempre foi tido como um tabu na sociedade. No Brasil, embora as pessoas gritem aos quatro cantos que são libertárias, tudo isso é balela. Na hora de escolher a namorada, o cara não quer a “mais rodada” porque “vai pegar mal”. Oposto a isso, há sempre, desde que o mundo é mundo, a curiosidade de saber o que acontece a quatro paredes. O que fulano faz, onde que beltrano pega e o que a faz enlouquecer.

Em setembro, algo que assombra a indústria do entretenimento, trouxe uma série de novas vítimas. Uma lista de celebridades foi divulgada e, pouco a pouco, dezenas de mulheres famosas começaram a ser expostas na internet com suas nudes. E pouco a pouco, o mundo foi mostrando sua escrotidão. Enquanto alguns se solidarizaram, grande maioria se preocupava em mostrar umas para as outras os “peitos da Mística” seguidos de uma série de palavras que nem valem a pena ser mencionadas aqui.

Mas, me digam uma coisa: o que cada um de nós tem a ver com as fotos nuas de Jennifer Lawrence? Ela, assim como qualquer que estiver lendo esse texto, é uma pessoa comum, cujo trabalho está ligado à indústria do entretenimento. Ninguém, em hipótese alguma, pode se dar ao prazer de julgá-la apenas por entender que ela está ligada à mídia e “deve dar exemplo”. Exemplo do quê, meu caro?

Inaceitável é fazer um discurso de racismo. Incitar e achar justo que milhares de homens matem outros homens apenas por gostarem de pessoas do mesmo sexo. Inaceitável é crer que somos bons o suficiente, só porque pintamos uma vida feliz e perfeita no Facebook, pra poder colocar o dedo na cara do outro só para ter o gostinho de sentir superior.

Sei que seu mundo vai cair depois dessa, mas preciso dizer e peço desculpas antecipadamente: a culpa de fotos nuas vazarem na internet não são, em nenhum momento, de quem as tira. O escroto na história é quem as vaza. E quem as repercute como se nunca tivessem visto peitos na vida.

Não precisamos nem ir muito longe, lá em Hollywood, para refletir um pouco mais. Do ano passado pra cá, diversos veículos repercutiram notícias de adolescentes que se mataram por não aguentarem a pressão da sociedade ao terem fotos vazadas por ex-namorados nas chamadas “revenge porn”. Adolescentes que se mataram por terem pessoas que, ao invés de demonstrar apoio num momento difícil, apontaram o dedo e mostraram o quanto elas foram “idiotas” ao cederem fotos aos namorados.

Homens também têm suas nudes reveladas, mas numa escala muito menor. E bem, quando suas fotos aparecem na internet, não são alvo de humilhação e sim de elevação de ego. Jonas Sulzbach, o Mister Brasil Mundo e ex-BBB, está aí para não me deixar mentir. Todo mundo até hoje relembra o vídeo do rapaz na webcam. E bem, nunca vi um comentário que denegrisse sua imagem, ou que o chamassem de palavras de baixo calão. Muito pelo contrário.

Paris Hilton e Kim Kardashian são duas que fizeram fama com sex tapes. E nunca precisariam delas para enriquecer, já que a riqueza de ambas, veio de berço. Com um limão, Paris e Kim fizeram uma limonada. A segunda, inclusive, vai ganhar cerca de 200 milhões de dólares apenas por um jogo, cujo objetivo é deixar de ser uma subcelebridade e entrar para a A-list de Hollywood. Mas pergunte de qualquer uma delas na internet e palavras como “aproveitadoras”, “ridículas” ou “attention whore” aparecerão. Então elas não merecem respeito só por terem feito uma sex tape?

Fotos nuas não são desastres, mas diferente de Jennifer Lawrence ou de qualquer outra personalidade da mídia, pessoas comuns não tem assessores de imagem que possam abafar a situação. Pessoas comuns precisam lidar com o julgamento desmedido da sociedade, que insiste em classifica-las como p*tas apenas por confiarem fotos de seus corpos a parceiros em um momento de descontração e extrema confiança.

Todo mundo faz sexo, todo mundo adora se exibir pro parceiro e o que acontece em quatro paredes, fica por lá. Sexo é natural, todo mundo faz e ó, não serve só pra procriação, viu? Não importa se a pessoa faz por prazer ou se decidiu esperar pelo parceiro (a) ideal. Se vai fazer no primeiro encontro ou depois do casamento. Se todo mundo pensasse no sexo como algo natural, as coisas seriam tão mais fáceis. Portanto, da próxima vez que for julgar alguém por fotos nuas, sex tapes ou derivados, pare um pouquinho para pensar. Se coloque no lugar do outro. Faz um bem danado, eu prometo.

Comentários
Edição #17
Newsletter

Assine e receba por email as nossas principais atualizações, além de conteúdo exclusivo!